ACIR Rolândia         acirrolandia         (43) 3256-1063         acerolandia@cacinp.org.br
            (43) 3256-1063           Acessar o Webmail

Um núcleo setorial de revendedores de gás?

13/07/2017    |    15h46    |    Economia    |             

Um núcleo setorial de revendedores de gás? - Créditos: Jornal de Rolândia
Créditos: Jornal de Rolândia
O consultor do SEBRAE, Fernando Souza, revelou que está sendo reunido em Rolândia um núcleo setorial de revendedores de gás. A principal vantagem desse núcleo é organizar o segmento, possibilitando melhora nos dados, informações e nas questões relacionadas à regulamentação. Além disso, Fernando destacou que o núcleo também representará vantagem para o consumidor final, pois aumenta a qualidade do serviço. “É mais segurança, porque às vezes eles estão comprando de pessoas que não são credenciadas, clandestinos”, explicou.

O consultor também ressaltou a importância de comprar gás com empresas legalizadas. “Às vezes se você está comprando de um gás clandestino, pode ocorrer que o gás não esteja com o peso ideal”, afirmou. Além disso, as revendedoras legalizadas também são qualificadas para checar os botijões e verificar possíveis falhas antes de repassar ao consumidor. Quando o consumidor compra o produto e recebe um cupom fiscal de uma empresa regulamentada, o botijão de gás tem um seguro da agência nacional. Caso aconteça algum acidente, através do comprovante pode ser solicitada uma perícia. “Se a falha for do botijão de gás, eles garantem e tem um seguro que faz essa cobertura. Porém, isso se a empresa for legalizada”, destacou Fernando. Somente se houver necessidade, o núcleo poderá denunciar o comércio ilegal de gás. “Não é questão de levantar um trabalho de punição, mas conscientizar a população de que se ele adquirir um produto clandestino, ele está correndo riscos que não correria adquirindo produto de um comércio legalizado”, explicou. 

De acordo com o consultor, Rolândia está seguindo o exemplo de Maringá, cidade que começou com o núcleo de revendedores de gás, que posteriormente se tornou um sindicato patronal. No dia 13 de julho, às 15h será a reunião inicial do núcleo na ACIR. “A gente vai estar começando a falar para eles como vai ser o núcleo e esse trabalho”, explicou Fernando. O intuito do primeiro encontro é sensibilizar o grupo da importância de se trabalhar em união. “Quando a gente trabalha em formato de núcleo, a gente tenta quebrar essa questão de ver o inimigo, a gente vai trabalhar para que eles tenham ações em conjunto”, afirmou o consultor. A ACIR vai convidar as empresas regulares de revenda de gás, visando o desenvolvimento do setor. “Se alguma empresa clandestina quiser entrar no grupo, vai ter que se adequar”, ressaltou. Quem for revendedor legalizado e não for contatado pode ligar na associação (3156-0001) para solicitar a participação. 

Fonte: Jornal de Rolândia