FACIAP pede Auxílio Emergencial para empresários ao Ministro da Economia

A Federação das Associações Comerciais do Estado do Paraná – FACIAP, entidade do terceiro setor representativa da classe empresarial no Estado do Paraná, com 300 associações comerciais filiadas, presente nos 399 municípios do Estado, e mais de 50.000 empresários filiados solicitou providências do Ministério da Economia para um Auxílio Emergencial aos Empresários.
O documento FACIAP – CARTA AO MINISTRO assinado hoje (4) pelo Presidente da Federação Fernando Moraes retoma os impactos que as várias classes empresarias sofreram ao longo da pandemia e pede uma ação após 12 meses de pandemia e crise econômica.
As soluções sugeridas são:
– Isenção tributária, por redução ou anulação de alíquota de PIS e COFINS
– Concessão de recursos financeiros DIRETAMENTE AO EMPRESÁRIO, sem atravessadores (bancos) que oneram o processam e ainda lucram com a dificuldade do setor.
.
IMPACTOS EVIDENCIADOS
No Paraná foram 5,13 mil pontos do varejo fechados em 2020,
No Brasil, 33,5% das empresas reportam efeito negativo da pandemia
32,9% indicam diminuição sobre as vendas ou serviços,
46,8% indicaram dificuldades em acessar fornecedores de insumos, matéria-prima ou mercadorias e 40,3% indicam dificuldades em realizar pagamentos de rotina.
Apesar destas dificuldades, os empresários preservaram os empregos dos paranaenses. O fardo está todo sobre o empresariado, por isso é esta classe que que necessita de AUXÍLIO EMERGENCIAL dos Governos..
A ACIR como membro da FACIAP reitera seu apoio à carta e a toda medida em prol dos os empresários que têm resistido à crise, sem deixar de atender a sociedade, seja pela oferta de seus produtos ou serviços, seja pelos empregos que gera
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp